Buscar por:  


Presidente Bolsonaro se compromete a favorecer ambiente de negócios na AGRISHOW 2019



Em uma feira repleta de autoridades, presidentes de entidades de classe e empresários, o presidente da República Jair Bolsonaro, se comprometeu a retirar o Estado do “cangote dos empresários”, facilitando a vida de quem é responsável pela produção no País

“Quero aproveitar a presença do presidente da República Jair Bolsonaro para mostrar nosso otimismo e esperança quanto aos novos rumos que o país pode trilhar por meio do crescimento econômico, redução do desemprego e melhor distribuição de renda, mas também pedir atenção do governo, especificamente em relação ao crédito, para que o agricultor possa comprar as máquinas e equipamentos aqui expostos”, assim João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ abriu a sua fala na abertura da AGRISHOW 2019 - 26º Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, em Ribeirão Preto, em São Paulo.

De acordo com Marchesan, o agricultor brasileiro espera a continuidade do atual Plano Safra para obter os recursos necessários à modernização de suas máquinas, uma vez que 50% das máquinas agrícolas tem de 10 a 15 anos e precisam ser renovadas, ingressando na era da agricultura 4.0.

Para ele, o setor vive hoje, uma verdadeira revolução das máquinas, com novas necessidades e tecnologias, que motivaram a criação do BDCA – Banco de Dados Colaborativo do Agricultor, com armazenamento na nuvem, gerando benefícios para o agricultor. “Apesar desse protagonismo, o agronegócio necessita ainda de apoio em relação a: simplificação dos impostos, reordenamento das tarifas alfandegárias que possibilitem isonomia em relação aos principais competidores externos, redução do Custo Brasil e fluxo de crédito com juros compatível com a atividade produtiva”, complementou Marchesan.

Em seu pronunciamento, ao abrir a feira, o presidente da AGRISHOW, Francisco Matturro, também destacou a importância dos avanços tecnológicos proporcionados pela feira ao agronegócio brasileiro ao fomentar a inovação por meio das máquinas e equipamentos nela expostos. “E agora estamos diante de mais um movimento importante de inovação, com o sistema Integração Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF), que tem contribuído para a recuperação de áreas degradadas, nascentes e cujo último levantamento comprovou um total de 15,5 milhões de hectares em várias partes do país”, informou Matturro. “O melhor é que isso representa mais renda, melhoria de qualidade de vida, fatores que refletem no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de diversas regiões”, concluiu.

SUPLEMENTAÇÃO DE VERBA 

Ao final da cerimônia de abertura, uma suplementação orçamentária de R$ 500 milhões para o Moderfrota, mais R$ 1 bilhão em financiamento do Banco do Brasil e R$ 1 bilhão para o seguro rural do Plano Safra 2019/2020 foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro: “A agricultura brasileira está dando certo e temos de trabalhar, uma vez que nosso governo não quer atrapalhar quem produz”, afirmou o presidente.

Durante a cerimônia, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, informou que no dia 12 de junho será feito o anúncio oficial dos recursos para o Plano Safra 2019-2020. “Estamos em tratativas com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para que nosso orçamento contemple as principais reivindicações do setor e acredito que todos os senhores terão uma surpresa agradável”, comentou a ministra. 

Em outro trecho do discurso, Jair Bolsonaro fez um "apelo" ao presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, para que sejam oferecidos na instituição financeira juros mais baixos aos produtores rurais. Ele fez o pedido ao anunciar R$ 1 bilhão para o seguro rural.

"Eu apenas apelo, Rubens, me permite fazer uma brincadeira aqui. Eu apenas apelo para o seu coração, para o seu patriotismo, para que esses juros, tendo em vista você parece ser um cristão de verdade, caiam um pouquinho mais. Tenho certeza de que as nossas orações tocarão seu coração", disse Bolsonaro.

GOVERNADOR 

O governador João Doria, por sua vez, disse que a AGRISHOW 2019 deve ter um resultado espetacular e aproveitou para anunciar que, de 3 a 10 de agosto, uma delegação do governo paulista, junto com o setor privado, fará uma missão comercial na China.”A AGRISHOW – afirmou Dória - mostra a força e pujança deste setor que é responsável por 15% dos empregos formais no Estado de São Paulo. Temos dado total apoio da nossa gestão para quem produz e gera desenvolvimento. É um orgulho para São Paulo sediar um evento dessa magnitude”

Também participaram da solenidade de abertura da AGRISHOW 2019: Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, General Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional; Gustavo Junqueira, secretário de Agricultura do Estado de São Paulo; Duarte Nogueira, prefeito de Ribeirão Preto, além de lideranças setoriais do agronegócio, deputados federais, estaduais, diversos prefeitos e representantes da Câmaras de Vereadores.

HOMENAGEM

Ao final do pronunciamento do presidente da ABIMAQ, a AGRISHOW prestou uma homenagem ao pesquisador Silvio Crestana, da Embrapa.
ABIMAQ lança Banco de Dados colaborativo do agricultor na AGRISHOW

Com o principal objetivo de facilitar a vida do produtor rural na gestão e análise dos dados coletados pelos diversos sensores embutidos nas máquinas utilizadas em sua fazenda, a ABIMAQ lançou no dia 30 de abril, na AGRISHOW, o Banco de Dados Colaborativo do Agricultor (BDCA). 

“Essa integração das informações fornecidas pelas máquinas padronizadas e reunidas numa única plataforma significa, para o agricultor, a possibilidade de usar, racionalmente, sementes, adubos, defensivos, entre outros insumos, o que resulta em ganhos produtivos significativos”, afirmou João Alfredo Delgado, diretor de Tecnologia da ABIMAQ.

O principal benefício para o agricultor, é ter todas as informações de suas máquinas e sensores integrados em um único local, sem depender de um sistema de um único fabricante, enquanto que para os fabricantes de máquinas e sensores o principal benefício é poder compartilhar parte ou a totalidade dos dados gerados, atendendo a demanda dos agricultores de integração dos dados proveniente de máquinas de diferentes marcas.

De acordo com Pedro Estevão Bastos, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas, da Abimaq, o BDCA é fruto da cooperação entre fabricantes de máquinas e equipamentos agrícolas associadas da entidade. “Os dados são armazenados com toda a segurança e são administrados pela entidade, de modo que a propriedade dos dados é exclusiva do agricultor, que tem autonomia total para autorizar o seu acesso a partir de deferentes plataformas”, relata Bastos.

Foi feito um plano piloto, que teve a participação de seis empresas, com a realização de diversos testes reais com a coleta de dados de plantadeiras, colheitadeiras e pulverizadores para a geração de mapas sobre área adubada, quantidade de sementes plantadas, velocidade das máquinas, entre outros parâmetros. “Com isso, será possível o produtor ter efetivos ganhos com o uso racional de adubos e sementes e na aplicação de corretivos para o solo”, explica Estevão, acrescentando que a previsão é que dentro de 12 meses o BDCA entrará em pleno funcionamento. Além das empresas que hoje já participam do projeto, diversas outras manifestaram interesse em participar dele.

ABIMAQ participa de reunião da frente parlamentar do agro na AGRISHOW

Integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) realizaram no dia 2/5, na Agrishow 2019 - 26ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, uma reunião para discutir os seguintes temas: seguro rural, código florestal, fundo de aval fraterno, patrimônio de afetação, licenciamento ambiental e também a campanha Agrosaber.

Liderado pelo presidente da FPA, deputado Alceu Moreira, o encontrou contou ainda com a participação do secretário da Agricultura de São Paulo, Gustavo Junqueira; o presidente da Agrishow, Francisco Matturro; o presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ, João Carlos Marchesan; presidente executivo da ABIMAQ, José Veloso, prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira; dirigentes e representantes das principais entidades da agroindústria; o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues; e integrantes, dirigentes e pesquisadores da Embrapa.

Ao abrir a reunião, o presidente da frente agradeceu a receptividade da Abimaq em transformar a Agrishow na sede do encontro. “Fazer nossa reunião aqui representa muito para o setor, pois a Agrishow é hoje a mais importante referência mundial em termos de tecnologia e eficiência produtiva da agropecuária brasileira”, afirmou Moreira. 

João Carlos Marchesan destacou a importância do diálogo entre o setor produtivo e o parlamento, principalmente no atual momento vivido pelo País. “Temos de adotar medidas para esse período de transição, em que as ações de médio prazo, como a reforma da previdência, ainda não surtiram efeitos”, afirmou Marchesan, salientando que são necessários investimentos para auxiliar na retomada dos investimentos produtivos que irão sustentar o crescimento econômico. 

Ainda na parte econômica da reunião, José Velloso fez uma explanação sobre a atual situação conjuntural do setor de bens de capital.

A tônica geral do encontro foi o da importância de se ter uma maior articulação entre os vários segmentos da agroindústria com o Legislativo. “A palavra de ordem desse encontro e da atuação da frente no atual momento do país é integração do setor produtivo com as várias instâncias públicas”, resumiu o deputado Arnaldo Jardim, que também integra a FPA.

“Parceria internacional é a resposta”

Assim Alida Belandi, vice-presidente da ABIMAQ e membro do CONIMAQ qualificou a renovação da assinatura do Memorando de Entendimento entre a ABIMAQ e a FEDERUNACOMA – Federação Italiana de Fabricantes de Máquinas para Agricultura, que ocorreu no dia 30 de abril, na Agrishow 2019.

De acordo com João Carlos Marchesan, o memorando tem como objetivo a facilitação e a colaboração de ações de interesse entre as duas associações, contribuindo para o crescimento reciproco do setor agropecuário no Brasil e na Itália. Para Belandi, o contrato tem o objetivo de construir o futuro, permitindo expansão dos mercados, inovação tecnológica, posicionamento das empresas nos seus respectivos países, que fortalecem a malha industrial, na medida em que o Brasil tem especialidades que a Itália não tem e vice-versa.

Participaram ainda da assinatura do memorando, José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ, Pedro Estevão Bastos, presidente da CSMIA – Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas, Alessandro Malavolti, presidente da FEDERUNACOMA, Fabio Ricci, gerente de Mercados Externos da FEDERUNACOMA e Marco Pezzini, Chefe de Assuntos Comunitários da FEDERUNACOMA.

Nova diretoria da Câmara Setorial de Equipamentos de Irrigação toma posse na AGRISHOW 2019

“Sabemos que a irrigação pode fazer toda a diferença na agricultura brasileira, ampliando consideravelmente a produtividade no campo”, assim Renato Pinto da Silva, diretor presidente da Valley, abriu seu discurso de posse como novo presidente da da Câmara Setorial de Equipamentos de Irrigação (CSEI), em 1 de maio na Agrishow 2019.

Renato Silva assumiu a presidência com mandato até 2021 substituindo Marcus Tessler, que esteve à frente da Câmara no biênio de 2017-2019. A CSEI atua em diversos fóruns para o desenvolvimento de políticas e ações que promovam o desenvolvimento da agricultura irrigada e sua gestão. Conforme anunciou, se baseará em dois pilares: tema cultural, reforçando  que a água utilizada retorna ao meio ambiente, e trabalhar junto aos órgãos dos governos, no processo de facilitar os processos de outorga, licenças ambientas e energia.

“Só tenho a agradecer o meu antecessor, o Marcus. Ele se empenhou para fazer com que nosso setor crescesse. Espero dar continuidade a todo o trabalho já feito e que está sendo desenvolvido. Minha meta é em dois anos passar o bastão e dizer que a nossa equipe contribuiu para a o maior desenvolvimento da irrigação. Os desafios para o Brasil são grandes, mas temos um potencial imenso pela frente”, finaliza Silva. 

Segundo Tessler, foi enriquecedor presidir a entidade por dois anos. “A experiência me fez enxergar as coisas de uma maneira mais ampla do que o meu trabalho diário na empresa. O segmento de irrigação representa atualmente cerca de 18% da área plantada, além de estar presente em 40% da produção de alimento do mundo. Temos tudo para crescer”, comentou. Além do presidente, a CSEI tem em sua diretoria: Ângelo Tadeu Piassetta, Egídio Osti Neto, Laercio José Lavor, Luiz Paulo Heimpel e Marcos Orlando Germek.

25 anos da AGRISHOW são transformados em livro

Com prefácio de Evaristo de Miranda, Chefe-Geral da Embrapa Territorial e objetivo de apresentar ao leitor um pouco da história dos 25 anos da Agrishow, foi lançado no primeiro dia de realização da 26ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, o livro O Espelho da Inovação Agrícola no Brasil, escrito pelo jornalista Benê Cavechini, que conta a história daquela que se tornou a mais importante exposição de tecnologia voltada para o agronegócio. 

“Esse livro é fruto de dedicação e empenho para contar os 25 anos da Agrishow”, disse Francisco Matturro, que agradeceu às 19 empresas apoiadoras do projeto, às profissionais da editora Metalivros que “trabalharam incansavelmente nas revisões” e ao escritor Benê Cavechini, que organizou e escreveu o texto final com o auxílio de cinco colaboradores. 

João Marchesan chamou a atenção para o fato de que a construção do livro retrata a construção da agricultura brasileira e relembra as dificuldades que tiveram para tornar a AGRISHOW o que ela é hoje, a maior feira a céu aberto do mundo e que só chegou até aqui graças aos esforços da ABIMAQ, ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio, ANDA – Associação Nacional para Difusão de Adubos, FAESP – Federação da Agricultura do Estado de São Paulo e SRB – Sociedade Rural Brasileira.

Cavechini, por sua vez, destacou a pesquisa e a evolução dos maquinários desde o início da feira, contando cada etapa no decorrer dos anos. “Não é uma obra técnica, mas procura dar ideia dessa evolução”, disse o escritor. A obra é fartamente ilustrada por 150 imagens históricas e atuais e tem como foco a evolução tecnológica das máquinas e equipamentos industriais que são tradicionalmente lançados e expostos a cada edição da feira. Bilíngue, português e inglês, reúne informações fornecidas pelos colaboradores da obra, formando um cenário amplo e contemporâneo do significado da Agrishow para seus expositores.






Número: 232
Março/2011

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

Em uma feira repleta de autoridades, presidentes de entidades de classe e empresários, o presidente da República Jair Bolsonaro, se comprometeu a retirar o Estado do “cangote dos empresários”. Leia mais...

A entidade se reuniu, no mês de abril, com membros da Frente Parlamentar da Agropecuária, Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e diretores do Banco do Brasil. Leia mais...

Pleitos do setor de máquinas e equipamentos foram destacados para Mariset e Fátima Dadald Pereira e Caio Megale. Leia mais...

INVESTE-SP

Na reunião, foram apresentados estudos sobre abertura comercial e agenda de competitividade. Leia mais...

Visando incrementar os negócios das empresas fornecedoras de máquinas e equipamentos, o Conselho de Óleo e Gás da ABIMAQ promoveu reuniões no mês de abril, em São Paulo. Leia mais...

O objetivo do evento foi obter subsídios e informações adicionais sobre o pré-edital e a minuta do contrato de concessão da 16ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios. Leia mais...

Para participar do painel ‘Do Homem das Cavernas à Era Digital: Qual futuro se pode projetar para o setor energético brasileiro?’, Alberto Machado. Leia mais...

O projeto foi desenvolvido de forma conjunta pelas unidades do SENAI de Tecnologia Têxtil, Moda e Confecção - Francisco Matarazzo e de Tecnologia Metalmecânica - Armando de Arruda Pereira. Leia mais...

Para discutir a reforma trabalhista e seus reflexos, Camilla de Moura Toledo, gerente executiva Jurídico Trabalhista da ABIMAQ. Leia mais...

“Dever de promover uma cultura que estimule o cumprimento das leis e normas internas de uma pessoa jurídica, observando os princípios da ética, da transparência e da integridade corporativa”. Leia mais...

Representantes da CSDAER e da CSMF reuniram-se no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Leia mais...

Duas novas edições do evento trouxeram empresas dos segmentos de petróleo, gás, automotivo e infraestrutura. Leia mais...

Posse foi realizada em evento na sede da ABIMAQ em São Paulo. Leia mais...

Estela Testa, presidente do Sistema Nacional das Indústrias de Equipamentos para Saneamento Básico e Ambiental (SINDESAM), participou de mesa-redonda que debateu. Leia mais...

Encontro aconteceu na sede da associação, em São Paulo, e contou com a presença de representantes do banco de fomento e da empresa de leasing independente. Leia mais...

O aprimoramento de práticas de financiamento a longo prazo tem que ser constante, para que as indústrias de máquinas e equipamentos ampliem a possibilidade de novos negócios. Leia mais...

No dia 22 de março, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou a criação da Linha Crédito Pequenas Empresas no âmbito do Produto BNDES Automático. Leia mais...

Ocorreu na primeira semana de abril, na cidade de Joanesburgo, África do Sul, o Midterm Meeting do Conselho Empresarial dos BRICS (formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Leia mais...

O corpo técnico de engenheiros do Departamento de Cadastro e Análises Técnicas (DCAT) participou de treinamento, no dia 24 de abril, sobre ‘Inovação, Propriedade Intelectual & Informações Tecnológicas’. Leia mais...

O primeiro trimestre de 2019 apresentou crescimento tanto na receita líquida total (+6,0) quanto nos investimentos produtivos brasileiro medido pelo consumo aparente (+11,1%). Leia mais...

Construir uma Nova Previdência é uma questão matemática. Hoje temos, no Brasil, um sistema injusto e insustentável. Leia mais...

Durante audiência pública na Câmara dos Deputados foram abordados temas como a abertura comercial do Brasil e o mecanismo de concessão de ex-tarifário. Leia mais...

Apoio institucional